agosto 20, 2009

"Não haverá dor
Eu prefiro entender além
Eu fico com a parte mais bonita do amor."

A suavidade de um instante que me acolhe em graça no seu peito.
E o cantarolar dos pássaros que faz soar a nossa canção num céu silente e claro, nosso relicário de imenso amor.
E tudo volta fluir como no tempo que conhecemos a calma.
Te sinto inteiro e seus olhos me fitam com um anseio só seu de ficar. E eu, que andei perdida, imaginei que o silêncio fosse me fazer refém de tudo que construímos, mas suas caricias em minha face e os ventos de verdades dos seus olhos nus, hoje já não são capazes de camuflar o seu amor, terno e fiel. E diante desses meus olhos de segredos e suavidades, seus, nosso mundo reabre num leque de afinidades e querer bem, num espaço contido por todas as afirmações que outrora nos fizeram unos.
Num tempo passado, em que o silêncio distante da solidão se fez presente, colhi todos os nossos pedaços de pertencimento e divaguei por horizontes plenos em busca desse olhar que hoje reencontrei para nos refazer inteiros.
E se ainda sobra espaço diante de nós, é porque existe uma alegria contida no berço do nosso desejo de se entregar novamente, mas que o tempo insistente e a nosso favor pouco a pouco irá aflorar.

Uma pausa para o suspiro de um silêncio perene, doce como seus olhos.

E seu cheiro exala enquanto escrevo, e vou sonhando florescida, entorpecida de você dentro de mim, nessa atmosfera celeste onde nos deciframos quando nossos olhares se encontram e se beijam num suspiro permanente de sentimento sublime.
Pureza de anjos. Nudez de alma. Leveza de graças.
Nós como um, em flor de encanto e eternidade. Num perfume de amor que purifica o que é infinito dentro de nós, que purifica todos os nossos sorrisos repletos de nuvem e algo maior.
E assim, nos desenhamos em perfeição e felicidade, pleno amor e o que haja de infinitamente maior. Num caminho que escolhemos juntos da cor da nossa beleza, desde o mundo que viemos para o sem fim que iremos voar, porque a nossa razão de viver é simplesmente saborear o que cresce dentro de nós, e com isso nos bastamos.

8 comentários:

Larissa disse...

Que seja doce mesmo. Como você. Sete vezes pra dar sorte. Linda! Que felicidade te ler também em prosa. É linda em qualquer dos gêneros. Haha, amo te ler. :*

Jaqueline Sousa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jaqueline Sousa disse...

A.d.o.r.o tudo isso, e mais ainda se eu parar para imaginar exatamente toda a sua emoção.

Um beijo, mana mais linda e bem acolhida do mundo! =)

Ego. disse...

Eu queria te dzr minha amiga que sei da importância de cada verso e desse sentimento tão lindo!
Por isso, cuide!
Cuide-se! Eu estarei sempre aqui...

Eu amo vc minha Bela*

Felinea disse...

o amor é tão bonito quando é vivenciado com a alma :)

um final de semana muito doce para ti, querida.

miadinhos felizes para ti.

O Profeta disse...

Não me queres dizer onde mora o teu sorriso
Ausente do incontido abraço
Ausente das palavras felizes
Envolto em nuvem escura no espaço

Não me queres dizer o rumo
Que leva ao teu terno coração
Não me queres abrir as portas
Da cor vibrante da paixão?

Boa semana

Doce beijo

Sâmara disse...

Que lindoo Iza !
Sempre que venho aqui me indentifico com as coisas coisas que vc escreve.
Que seja doce, eterno e só fiquem as lembranças boas do amor.

Beeeijos!

Cris... disse...

Ei Iza! Que bom q dessa vez vc resolveu comentar, assim te descubri tb rs! E olha só adorei teu jeito suave de escrever, agora serei eu a te acompanhar... rs!. E que seja doce sempre! Caio, meu preferido! Um beijo. Obrigada!