junho 29, 2009


"A minha herança pra você é o amor
Capaz de fazê-lo tranqüilo,
Pleno, reconhecendo o mundo
O que há em si."


Quero pensar em você até gastar minhas palavras,
Até que seja inventado um milagre que não pulse meu peito
E que no meu pleno silêncio, eu já não encontre nexo nem você.
Enquanto isso, sonhe com meus olhos e me ame nas entrelinhas!
E eu entenderei da arte do nosso desencontro.
Por minha aceitação caminhar lado a lado com a sua partida
E meu entendimento te fazer feliz adormecido em minha memória.
Por isso eu não te quero perto, não mais
Desejo apenas que lembre de mim
E quando sonharmos juntos numa conspiração celeste
Sorrir ao te encontrar no nosso instante de luz,
No ponto certo do nosso tempo.
E explodir.
Como quem ama!
Até voltar ao cume de humanismo passeando na sua saudade,
Uma cor que invade e craveja a minha pele
Mas que ainda assim me faz fechar os olhos e não desejar te tocar
Preferir os sonhos à uma felicidade inconstante.
E enquanto sua inocência não se faz inteira
E seu amor não ama inteiro,
Vou-te sonhar,
Sentir suas imagens compostas do bem que eu conheço
Para não sobrar-me num gosto torpe de alguma dor.

6 comentários:

Anônimo disse...

Suas palavras andam mesmo por ai...vagando num tom celestial que lembra Deus.


Fabio Rocha

Felinea disse...

explodir como quem ama!!! :D :D :D

Iza, adoro te visitar.

beijo, alma bonita.

Jaqueline Sousa disse...

"Preferir os sonhos à uma felicidade inconstante."

... me tocou profundamente.

Até nisso a nossa sintonia é forte: no mesmo dia escrevemos sobre o silêncio do amor.

Que continuemos a fazer o bem uma a outra, assim como nas palavras.

Vitor Andrade disse...

confesso que chegar ao fim, depois de parar em "passeando na sua saudade" foi dificil. precisei reler, pra achar o final lindo, pq depois dessa frase, parou tudo, e nada mais fez sentindo. e eu que achei que seria dificil me hipnotizar mais vezes, depois de tantas coisas lidas. Mas cada reencontro nosso, a certeza que você tem o dom de me fazer fugir da realidade, e passear nesse céu que você arruma pro conforto daqueles que te querem bem.
acho que é isso!

passeando na sua saudade.

Ego. disse...

Ai...
Eu tô arrepiada com o que vc escreveu
e com o que Vi escreveu!!!
Ai...
Tô arrepiada, tô gripada...kkkk
E tô boba cm sempre fico quando me faço alada só pra vim visitar teu céu!!!

Um beijo linda da minha vida*

Salve Jorge disse...

Entre a realidade
De uma vil verdade
E as possibilidades
Da imaginação
Largo a cidade
Esqueço do chão
E bebo a ilusão
Do que poderia ter sido
Aquilo que eu deveria ter tido
Na arte do vivido
Alguma perfeição...